fbpx

Casamento por videochamada

casamento por videochamada

“O mudou mudou. Os casamentos também”. Nosso lema nunca foi tão atual.

Por todo o Brasil, espalham-se os oficialização dos matrimônio por videochamada por causa do Coronavirus.

Álcool em gel, distanciamento, máscaras. Como casar em um cenário assim?

Como alguns casais sentem a necessidade de casar logo – seja por motivos legais, por já terem se programado e não desejam mais esperar… – a videochamada pode ser uma solução.

Como os eventos foram proibidos ou cancelados em todo o país, essas oportunidades começaram a se tornar populares.

‘O casamento não se trata apenas de um sonho, mas também de um projeto de vida’, afirmou uma das juízas do TSPE.

Por isso, noivos de todo o Brasil têm adotado essa forma não tradicional, usando a tecnologia ao seu favor, como a Laís e o Erick, da foto abaixo:

Erik Guerrieri e Laís Casullo casaram no último dia dos cartórios abertos,
mas a família e amigos não puderem participar da celebração. Foto: Micah Abe

Mas, como fazer um casamento por videochamada?

  • Se informe sobre as legalidades junto ao cartório de registro civil;
  • Confirme as condições do seu estado, conforme as regras de isolamento social por causa do Coronavirus;
  • Viabilize o que será veio via vídeo e o que pode ser feito presencialmente;
  • Use lives para transmitir e as redes sociais para incluir a família e amigos.

É claro, que nada impede de você fazer uma celebração presencial, quando o isolamento for afrouxado.

Agora, veja aqui outra história, da Marília Morato e Renan Nóbrega que casaram na versão “online” e os familiares também acompanharam a cerimônia por videochamada.

Conhece ideias, histórias e casamentos “fora da caixa”? Conta pra gente!